You are currently browsing the archives for the jetty category


jetty-rackup: rodando aplicações Rack no Jetty

Por conta de um projeto que está pintando no trabalho, que requer o uso de um conector escrito em Java, há umas duas semanas mais ou menos comecei a fazer novos testes com Jython, considerando fortemente uma solução baseada Python. Até publiquei uma aplicação boba usando Flask, só de exemplo, porque googlando não achei nada que não fosse com Pylons ou Django. Mas no final, Jython não pode preencher alguns requisitos e voltamos então para JRuby.

É aqui que entra o tema deste post.

Essa semana andei fazendo algumas contribuições em um projeto open source bem simples, mas igualmente interessante, que é o jetty-rackup.

O objetivo do jetty-rackup é rodar aplicações Rack no Jetty WebServer, sem ter que empacotá-las em arquivos WAR, o que é definitivamente excelente em ambiente de desenvolvimento ou quanto você quer fazer deploy orientado a git pull.

Tutorial de 1 minuto

Bem, para que o jabá seja completo, nada melhor do que um tutorial. Vamos escrever então uma aplicação Sinatra básica – ótima pedida para Web API.

1. Com Sinatra já instalado, crie uma aplicação – app.rb

require 'sinatra'

configure :development do
  Sinatra::Application.reset! # recarrega as rotas
  use Rack::Reloader          # recarrega arquivos
end

get '/?' do
  "hello"
end

get '/:message/?' do |message|
  "hello #{message}"
end

2. Com a aplicação criada, crie o arquivo rackup – config.ru

require 'rubygems'
require 'app'

set :run, false
set :environment, :development

run Sinatra::Application

3. Com o arquivo rackup criado, installe a gem jetty-rackup

$ gem install jetty-rackup

4. Com a gem jetty-rackup instalada, no diretório da aplicação criada, inicie a aplicação

$ jetty-rackup config.ru

5. Finalmente, com tudo pronto, teste com cURL e Apache Benchmark

$ curl http://localhost:9292/

$ ab -n 10000 -c 25 http://localhost:9292/

Voilà!

Agora, rode o último comando algumas vezes e observe a variação crescente de “Requests per second”. JIT Compiler for the win!

Um pouco mais

Se quiser saber como usar bibliotecas Java, no repositório do projeto tem também um exemplo usando classes Java, tanto contidas no diretório WEB-INF/classes quanto em arquivo JAR no WEB-INF/lib.

Divirta-se!

Você pode ter o seu próprio GitHub

Quem é que “não” conhece e adora o GitHub? Com certeza o número de pessoas que respondem “sim” a está pergunta só tem diminuido, porque o GitHub cresce em popularidade e sucesso a cada dia. Também pudera, né?

Bem, mas indo direto ao assunto, a novidade que fiquei sabendo hoje é que agora é possível para qualquer empresa ter sua própria instalação de GitHub.

GitHub:FI é o novo produto que a moçada da Logical Awesome está colocando no mercado. Ele é basicamente o mesmo bom e velho jovem GitHub de sempre, mas instalado na infra-estrutura privada da sua empresa, rodando sobre JRuby + Jetty em vez do clássico Ruby + Mogrel.

Você pode saber mais no post oficial de anúncio dele.

Taí, mais um ponto para o JRuby! \o/