You are currently browsing the archives for the eventos category


Rails Rumble 2009: aqui vou eu!

http://www.gonow.com.br/rumble

Daqui a poucos minutos sairei aqui do meu trabalho em direção à Gonow para dar início à minha participação na Rails Rumble 2009, junto com meus camaradas @qmx, @r4f4el e @anderson_leite. A emoção está a mil, pode ter certeza!

Serão 48 horas de programação frenética, muita risada, descontração… e mais programação frenética — até o último git push.

Desde de já, quero agradecer demais a Gonow por todo apoio, que até camiseta e hotsite fez para todos fiquem realmente no clima da competição. Diego, valeu!

Torçam por nós!

@codezone
the_annoyers

Então, falando em Java…

Ontem aconteceu a terceira edição do já tradicional e indispensável evento Falando em Java, organizado pela Caelum em São Paulo.

O evento, como tudo que a Caelum faz, foi muito bem organizado, num excelente espaço, com ótimos coffebreaks (eu perdi o do almoço, porque fui comer comida chinesa no Hong He. #fail) e boas pessoas. Afinal de contas, como disse o Sério Lopes e o Fábio Kung na abertura do evento, a Caelum são as pessoas.

O que achei das apresentações?

As duas apresentações do Jim Webber foram fantásticas, mostrando uma visão bem realista de SOA, ESB e outras buzzworlds do momento, e dando uma boa luz no caminho dos serviços baseados na Web, REST e microformatos. Com certeza foram palestras que me fizeram reafirmar uma antiga crença: Você aprende muito com seus erros; e mudar de opinião porque aprendeu um pouco mais sobre algo, não é demerido nenhum, muito pelo contrário, é sinal de amadurecimento. O Jim é um exemplo disso.

Só tenho uma coisa a acrescentar, Jim: Quem mata gatinhos pequeninos quando alguém usa URL em lugar de URI, ou faz de um ESB um grande espaguete digno de festa do Bexiga, é o diabo, não Deus. Anote isso ai pra sua próxima aprensentação. :)

A palestra do Guilherme Silveira junto com o Felipe Sabella teve uma ótima dinâmica, muito bem entrosada e com conteúdo homeopaticamente dosado. Nota 10. Mas infelizmente, nem todas as duplas tiveram o mesmo entrosamento, o que em alguns momentos acabou prejudicando bastante a mensagem das apresentações. Uma pela.

Destaque para o Paulo Silveira que, como sempre, não deixou a peteca cair e salvou a palestra; para o Ricardo Nakamura, que cativou a galera de primeira com sua revelação de que dorme com o pijama do Jaspion; e para o Kung que sempre tira uma carta ou duas sinistraças da manga.

O Sérgio e o Guilherme Moreira, no entanto, a pesar de dominarem o assunto que apresentaram, me deixaram um tanto decepcionado, porque a palestra não me pareceu muito condizente com o tema proposto. Por outro lado, devem ter feito vibrar os hibernate buys.

E claro, hehehe, eu não podia deixar de citar o mico o imprevisto do cluster com JBoss não funcionar na apresentação deles. Não por culpa do JBoss, é lógico, porque todos sabemos que há várias empresas mundo afora que rodam JBoss em cluster.

Eu mesmo fui um dos que entrou na zueira, mesmo não tendo nada contra o JBoss. Muito pelo contrário, é um dos meus preferidos – talvez por ainda não ter tentado colocá-lo em cluster. rsrs

Fica aqui minha remissão. I’m sorry!

Ponto positivo também pras Caelets, muito discretas e distintas, bem distantes da vulgaridade que vemos em muitos eventos por ai. Gostei do bom senso.

Ah! Tem também uma novidade que vale a pena citar: Logo mais teremos o livro da Caelum de Arquitetura e Design de Software à luz da Plataforma Java, com prefácio do gujeiro velho de guerra, Phillip Calçado. Se não me engano, o lançamento será em novembro.

Bem, no mais, é isso. Se você quiser uma cobertura mais completa sobre o evento, dê uma lida nas minhas tuitadas. Eu ralei pra caramba pra tuitar o evento interinho, não vou digitar tudo outra vez. Dá uma forcinha, vai. Dá uma olhada lida lá. :)

Até a próxima!

Ruby + Rails no mundo Real 2009: Como foi?

Ontem aconteceu aqui em São Paulo o primeiro evento do GURU-SP, com co-participação da Tempo Real Eventos. Eu estive por lá e vou dizer - sob a minha ótica, claro - como é que foi.

Preço

O preço foi bem razoável para quem comprou antecipadamente, R$ 69,00; mas um pouco carinho para quem comprou na hora, R$ 129,00.

Local

O local, em geral, foi bom. Perto do metrô, pra quem foi de condução; estacionamento a R$ 10,00, pra quem foi de carro; opções de almoço perto não faltaram; o auditório acomodou todo mundo; o ar condicionado estava na medida certa; e o coffe-break, apesar de bem simples, também atendeu. No entanto não havia WI-FI. Isso foi realmente decepcionante, porque evento de programação, sem WI-FI pra galera que levou note, é russo.

Palestras

As palestras, sinceramente, me decepcionaram um pouco. Achei que foram muito introdutórias, muito superficiais. O que salvou o dia dos mais experiêntes foi a palestra do Fábio Kung e a do Caffo. Mas, sei lá, talvez tenha sido a estratégia do evento.

O track foi o seguinte:

1. Vinícius Baggio Fuentes: Criando um Instant Messenger usando Rails

XMPP é uma de minha áreas de interesse, então, estava realmente interessado nessa palestra.

O conteúdo estava legal, eu gostei do formato como a palestra foi estruturada, no entanto, acho que o Vinícius estava um pouco inseguro; e isso acabou atrapalhou um pouco em alguns momentos.

2. Hugo Lima Borges: Ruby, Rails e empreendedorismo

Esse é um assunto que tem sido muito recorrente em eventos de Ruby on Rails,  o que, com toda certeza, é um ponto muito positivo. Eu não me lembro de ter visto este tema rolar em eventos de Java, por exemplo. Mas a palestra, em si, achei meio frustrante pela superficialidade como o assunto foi abordado.

(Aliás, Hugo, você já empreendeu seu próprio negócio? Se sim, queria trocar umas figurinhas com você.)

3. Marcelo Castellani: Ruby no desktop

Não era para ser “Integrando Ruby e Java para facilitar a vida”?

Achei legal os comparativos e as dicas de quais toolkits funcionam melhor em cada SO, mas acho que faltou uma porção caprichada de código ao vivo. Código só no slide é um pouco chato. O legal é ver o código no slide, mas rodando no terminal também. Fica a dica.

4. Rodrigo Franco: Outsorcing, ou como trabalhar para empresas gringas

Para quem não sabe, esse cara é o Caffo, fundador da lista Rails-BR, que além de ser veiaco de Rails, também é muito experiente no que se propos a palestrar. Ele trabalhar com outsourcing, se não estou enganado, desde 2004.

Sua palestra foi muito, muito, interessante e todo mundo ficou muito intere$$ado mesmo. :)

A grande dia foi: Quer ser um pinguim com colar de ouro? oDesk.

Mas para isso, antes de mais nada, tenha uma conta ativa no GitHub; um blog que apenas copia notícias de outras fontes, mas que fala do que você pensa e sabe; uma página de portifólio e depoimentos também vai muito bem (segundo o Caffo, é indisponsável).

5. Mauricio Leal: GlassFish on Rails: Escalabilidade e Confiabilidade

Tema interessantíssimo para mim, uma palestra que eu estava realmente ansioso para ver. Acho que foi a que mais me decepcionou.

O Mauricio tem uma boa desenvolvura como palestrante, domina a oratória, mas sua palestra foi mais marketing - a Sun apoia Ruby, Rails e Open Source! - do que uma palestra técnica sobre o GlassFish. Como o próprio Fábio Kung, convidado pelo Mauricio, disse: O GlassFish é muito bom, mas o modo que a Sun tem o vendido à comunidade Ruby tem sido bem desadequada.

6. Carlos Brando: Só imaturos não testam

O Carlos é um cara que fala bem, sabe se expressar e sua palestra foi legal. Foi mais voltada a iniciantes em testes, mas bem legal. Na minha opinião, da próxima vez ele poderia abordar tópicos mais avançados de testes, cenários mais elaborados, etc.

Mas no geral, a palestra foi boa. Rolou até um marketzinho do Remarkable.

7. Willian Molinari: O que é e como funciona o RubyLearning

O RubyLearning é um site bem legal mesmo, ótimo não só pra quem está começando, mas para quem já tem algum conhecimento. Mas uma mini palestra para falar dele, não sei, não achei muito legal não. Acho que um post do tipo FAQ no RubyInside e no GURU-SP seria um apoio muito mais eficiente ao ótimo trabalho que o pessoal do RubyLearning tem feito.

Não posso deixar de dizer que o Willian, apesar de parecer bem jovem, soube conduzir muito bem a apresentação.

8. Fábio Kung: Ruby, muito mais do que reflexivo!

Palestra excepcional. O Kung realmente é um ótimo palestrante - instrutor da Caelum, não podia ser diferente.

A palestra dele abordou temas high level de metaprogramação com Ruby. ParseTree, Flog, roodi, Heckle e Ruby2Ruby foram alguns dos mandraques que ele nos apresentou. Foi o momento hacker do dia.

Ah! Além das ferramentas apresentadas, como o Carlos Brando, ele também fez marketing do seu projeto Rfactor.

Conclusão

Valeu a pena participar do evento, trocar idéia com os camaradas e tudo mais. Apesar dos pontos negativos, o resultado final é que o evento foi legal; e os pontos negativos ficam como um toque, para que o próximo evento seja ainda melhor.

Nos vemos no próximo evento!

O que achei do workshop de DDD da Caelum?

Hoje participei do workshop de Domain-Driven Design que a Caelum promoveu junto com Phillip Calçado, consultor da ThoughtWorks.

O workshop foi excelente. Muito dinâmico, com conteúdo bastante abrangente, e muita mão-na-massa. Aliás, não tivemos nem computador. Fizemos tudo em cartões pautados, CRC-like, no melhor estilo free style!!!

Tenho praticado DDD há aproximadamente 1 ano e meio, na CVC Turismo, e confesso que ainda carregava comigo algumas dúvidas, tanto de abordagem quanto de implementação. Porque DDD não se aprende do dia pra noite, nem decorando um conjunto de padrões. DDD é muito mais do que isso. DDD é, fundamentalmente, sobre “melhorar a comunicação entre os envolvidos num projeto”. Incrível!

Com certeza esse é um treinamento que recomendo de mais. (Principalmente àqueles que vivem atormentados por DAOs e repositórios…. kkk)

Brincadeiras à parte, se você é um desenvolvedor sério, preocupado em produzir software de qualidade, que realmente atenda às expectativas do cliente, você precisa participar desse workshop.

Mais uma vez, ao Phillip e à Caelum, parabéns!

(Ah! Paulôôô, o coffe-break, como sempre, fantástico!)

Rails Summit, o melhor evento que já participei!

A Rails Summit Latin America foi o melhor evento de tecnologia que já participei até hoje. Simplesmente, excelente!

O meu destaque fica para as apresentações de Chad Fowler e Obie Fernandez.

Quem estiver interessado, aqui tem uma trilha legal do evento.

Se você perdeu esse ano, pel’amor, não perca ano que vem não!

Parabéns ao Akita e à Locaweb…

Sírius Software em peso na Rails Summit

Ontem fizemos as inscrições dos consultores da Sírius Software para a Rails Summit Latim America 2008.

E você, vai? A gente se vê por lá…

Rails Summit Latin America: Já foi dada a largada!

Finalmente foi dada a largada para o maior evento de Rails da América Latina.

O Akita postou novidades em seu blog. Clique aqui para saber.

Comunidade Ágil a todo vapor no Brasil

É muito animador ver o quanto a comunidade ágil tem crescido e se fortalecido no Brasil. A pouco recebemos a notícia do grande evento que acontecerá em outubro, o Falando em Agile 2008, promovido pela Caelum. Treinamentos e workshops acontecem todos os meses Brasil à fora – basta você acompanhar, por exemplo, o blog do Alexandre Magno e do Rodrigo Yoshima, pra saber quando acontecerá o próximo. E agora, mais recentemente ontem, o Manoel Pimentel, editor chefe da revista eletrônica Visão Ágil, postou no GUJ a notícia do lançamento do Blog Visão Ágil.

Iniciativas como esta mostram o quão notório já é o crescimento das agordagens ágeis de desenvolvimento de software no Brasil.

Pratico desenvolvimento ágil em meu trabalho diário há algum tempo, e sei o quando é bom trabalhar assim – sob todos os aspectos. Mas sei também que não é fácil vender essa abordagem; muito menos fazê-la acontecer como deve ser. Contudo, com a comunidade mostrando a cara, e mais ainda, mostrando seus próprios resultados e experiências reais, certamente mais e mais empresas darão a si mesmas a chance de ver o quanto ser ágil é bom!

Imagine o dia que todas as empresas adotarem abordagens ágeis.
Não é difícil, não.
Nada de gantt chart ou gerente alienado,
Nada de comando/controle, só a liberdade de programar, testar e implantar.
Imagine todos os programadores, clientes e empresas vivendo em paz.
Somente a paz!

Você pode me achar um sonhador,
Mas não sou o único.
Espero que você se junte a nós,
E o Mundo do Desenvolvimento de Software será um só.

Conhece esta canção? Nada mau para o momento… rsrsrs

Nova turma do Agile Requirements Workshop

Em maio participei da primeira turma do Agile Requirements Workshop, e não me arrependi, foi um dinheiro bem gasto investido.

Agora, Alexandre Magno e Adail Retamal estão de volta, promovendo uma nova turma deste bem-sucedido workshop.

Se eu fosse você, não perderia!

Rails Summit Brazil 2008!

Esta foi a melhor notícia que recebi nos últimos tempos: Uma master conferência de Rails Brasuquíssima! OmG! Era tudo que eu queria!

Segundo o Akita:

Confirmei as presenças do próprio David Hansson (somente ele será via video online, ele estará na Europa nesse dia, os outros serão presenciais); o grande Chad Fowler ; os mantenedores do JRuby, Charles Nutter e Thomas Enebo ; diretamente da Holanda, da Phusion teremos Ninh Bui e Hongli Lai ; o mantenedor do RSpec, David Chelimsky ; o criador do Github, Chris Wanstrath ; ninguém menos que Dr. Nic Williams ; o escritor do livro The Rails Way, Obie Fernandez ; também Jay Fields, da ThoughtWorks.

E também muitos grandes Railers brasileiros como Manoel Lemos, da Brasigo ; Carlos Eduardo, da e-Genial ; Fabio Kung, nosso JRuby-man, da Caelum ; o grande Vinicius Teles da Improve it ; George Guimarães do Pagestacker.

A notícia completa está aqui.