Sistemas para o Mundo Real

Acabei de apresentar minha palestra Sistemas para o Mundo Real no Abril pro Ruby 2012, a primeira edição de um evento muito promissor da comunidade Ruby de Recife/PE, organizado pelo Victor Cavalcanti e seus companheiros do Frevo on Rails, e patrocinado pela Locaweb, redueventick e ThoughtWorks.

E muito embora seja um evento focado em Ruby, feito pela comunidade Ruby, para programadores Ruby, minha palestra não foi focada em Ruby, foi mais abrangente, mais focada em preocupações com arquitetura e operação dos sistemas em produção. Não foi nada muito profundo, foi mais um overview mesmo, para fomentar o assunto e estimular a galera a pesquisar, estudar e levar essas preocupações em conta.

A boa notícia é que tem muita gente aqui interessada no assunto.

Sistemas para o Mundo Real

{ 7 comments to read ... please submit one more! }

  1. Cara, o formento na minha mente depois de ver a sua palestra é:
    Prq não pensei nisso antes ?

    Muito bom, agora me responde uma coisa já que o tem foi tão abrangente.
    Atualmente estou empenhado em um projeto de pesquisa para academia sobre
    ferramentas de qualidade de software , e pelo que percebi(mas ainda é cedo pra falar) nossas ferramentas atuais não qualificam um software levando em conta os
    pontos que vc citou, certo? Então atualmente isso é um agravante para avaliação
    Da qualidade de software atual onde é levado mais em conta código e testes?

    Grato,
    Marcos André [@mordc]

  2. Oi Marcos! Do ponto de vista da minha apresentação:

    Qualidade de software não é uma questão de “ferramenta que faça o policiamento” do software que está sendo desenvolvido, se ele segue determinadas regras ou não, mas sim, uma questão de “mindset dos desenvolvedores de software”, entende?

    Tem um porção de ferramentas por aí que medem o percentual de cobertura de testes em uma base de código, em diversas linguagens, dizem se ele está seguindo um determinado estilo, padrão, boas práticas, etc, mas não são capazes de dizer se há realmente resiliência no sistema como um todo, não apenas do aplicativo sendo deployado, que no final das contas, é apenas um componente do sistema.

    Em linhas gerais, acho que isso responde à sua pergunta.

    Abraço!

  3. Leandro tudo bem,

    Cara muito boas as abordagens que nos apresentou, gostei muito.
    Se possível gostaria de lhe enviar um CV para talvez futuras oportunidades, um forte abraço.

    Marcelo
    Campinas/SP.

  4. Valeu, cara!
    Manda o CV… :)

  5. Claudia Farias

    Oi Leandro, existe algum vídeo da sua palestra?

  6. Oi Claudia. A apresentação que fiz no TDC2012 foi gravada, acho que vão postar no InfoQ.

{ 1 Pingbacks/Trackbacks }

  1. Sistemas para o Mundo Real, outra vez… no TDC 2012 » CØdeZØne!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>