Rápidos conselhos para gerentes humanos

Gerenciar um time de desenvolvimento como um verdadeiro líder – e não um despota, ditador, que micro-gerencia cada passo – não é um tarefa fácil, acredite. Você não tem que lidar apenas e tão somente com Ruby, C#, Java, ou seja lá qual for a linguagem de programação que você use em seus projetos. Você tem que lidar na maior parte do tempo com algo muito maior e mais complexo do que isso. Você tem que lidar com “pessoas”.

Lidar com pessoas não é uma tarefa fácil. Não é mesmo!

1- Por causa das diferenças

Porque as pessoas são diferentes umas das outras; umas mais, outras menos, mas todas são.

Isso é muito bom [e dispensa dizer o porque], mas ao mesmo tempo é bem desafiador, porque você precisa aprender a maneira adequada para lidar com cada pessoa. Às vezes, o que deixa uma pessoas feliz e motiva, pode inesperadamente deixar outra completamente desmotivada.

2- Por causa das expectativas

Porque inevitavelmente as pessoas criam expectativas a seu respeito, que muitas vezes não podem ser correspondidas, seja por sua causa ou por causa do sistema no qual vocês estão inseridos. E infelizmente, a reciproca é verdadeira – afinal de contas, você também é uma pessoa –, o que quer dizer que você também corre o risco de acabar decepcionado, tanto quanto elas.

3- Por causa dos anseios

Porque as pessoas possuem seus próprios anseios, que algumas vezes são bem parecidos com os seus, mas outras tantas vezes são tão diferentes quanto o dia e a noite.

Uff! É preciso dizer mais? Acho que não…

O que fazer então?

Não. Tornar-se um ermitão não é uma opção. Esqueça isso!

1- Aceite, você não vai acertar sempre

Na verdade, algumas vezes você vai errar até mesmo quando pensa estar fazendo o maior acerto da sua vida. E a bem da verdade, talvez seja exatamente isso que torne esse trabalho tão interessante, tão humano e tão pouco tedioso.

2- Aprenda o máximo que puder com seus erros

É bem verdade que podemos aprender bastante com os erros dos outros. No entanto, algumas de nossas mais ricas experiências de aprendizado são provenientes de nossos próprios erros.

Não despreze seus erros e simplesmente passe uma borracha neles. Se você os apagar, haverá uma grande chance de cometê-los novamente.

3- Não tenha a ilusão de que sempre haverá consenso entre você e as pessoas as quais você lidera

Acho que essa é uma das coisas que mais preocupam um líder, porque a bem da verdade, todos nós – pessoas que somos – temos algum grau de dificuldade de lidar com opiniões divergentes das nossas, quer seja quando lideramos ou quando somos liderados.

A melhor coisa a fazer então é tentar compreender muito bem as opiniões das pessoas as quais você lidera e tentar chegar com elas a decisões convergentes. No entanto, quando não houver convergência de opiniões em decisões que cabe a você tomar, tome-as de acordo com o que você acredita realmente ser o melhor.

Lembre-se: você é o líder e é o responsável por suas decisões, quer partam de você ou não.

Se você é humano, gerente…

Deveria considerar esses rápidos conselhos. IMHO.

{ 2 comments to read ... please submit one more! }

  1. Excelentes dicas. Concordo 100%. A teoria sempre parece muito simples, no dia a dia a gente sente como é difícil aplicar tudo isso, ser um líder servidor, evitar micro-gerenciamento e acabar com impedimentos.

    (importante comentar que fui quase forçado pelo Leandro a vir aqui postar esse comentário, hehe)

  2. hahaha… digamos que foi um “incentivo” pra você compartilhar sua opinião com o mundo. :p

{ 0 Pingbacks/Trackbacks }

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>